Arquivo | Romance Histórico Hot RSS feed for this section

Firelight – O Inimigo Está Próximo – Sophie Jordan

8 Jun

Olá a todas, depois de um longo tempo envolvidas com vampiros e anjos… resolvei conferir esse livro que confesso me apaixonei primeiramente pela capa, e depois desse contato o que me atraiu foi a autora, pois sem dúvida é conhecida e reconhecida por seus romances. 

Dragões… faltava algo realmente nesse mundo de romance sobrenatural… e adorei o tema, é uma história contada pela personagem ou seja em primeiríssima pessoa. 

Image A jovem Jacinda é especial. Além de pertencer a uma raça chamada “Draki” onde pode alternar entre a forma humana e animal, ela é a única do seu clã que tem a habilidade de cuspir fogo.


Quando uma atitude rebelde de sua parte ameça a existência de outros membros de sua comunidade, ela e sua família precisam fugir para conservar sua segurança e para isso ela precisa se mesclar junto aos humanos.

Na nova escola, Jacinda precisará esconder de todos sua identidade e aprender a controlar seu espirito Draki, que teima em se manifestar logo na presença do charmoso e lindo Will, um caçador de dragões. 

A partir dai, será um tortura controlar suas vontades e desejos diante da única pessoa capaz de manter seu espirito vivo… será que ela irá enfrentar a todos com esse grande amor que ameça toda sua existência ? 
Jacinda é uma dragão cuspidora de fogo, que é considerada no seu clã como uma raridade. Isso faz com que ela seja obrigada a se casar com o príncipe do clã Cassian, o dragão mais poderoso que hã.

Ao ter seu momento rebelde, ela é caçada pela floresta por vários caçadores de dragão. É então que ela conhece o lindo Will, que ao encontra-lá tentando se esconder em uma caverna, tem um ligação instantânea com ela ainda em sua forma Draki, onde ele a deixa salva da perseguição de seus companheiros.

Encontrada pelos membros do clã e por sua mãe horas depois, ela é levada para casa. Só que sua mãe tem planos diferentes para ela e sua irmã gêmea Tamra, que nunca chegou a incorporar sua forma Draki e é sempre deixada de lado pelos membros do clã e por Cassian por quem ela é apaixonada desde de pequena.

Sua mãe temendo o que o clã poderia fazer para punir Jacinta, decide leva-lá para longe e misturar suas filhas com a raça humana tentando protege-lás.

Jacinda e Tamra começam em uma nova escola. Tamra se sente em casa e feliz da vida pela primeira vez, mas Jacinda sente uma tristeza grande por dentro. O deserto onde sua mãe as levou para morar, vai acabar matando seu Draki e aprisionando Jacinda na forma humana para sempre, e o que mais deixa ela triste é saber que sua mãe fez isso intencionalmente .

Jacinda se sente cada dia pior com seu lado Draki definhando ao poucos, até que um dia ela o encontra. Ao vê o caçador ao longe, seu Draki desperta de um jeito diferente… de um jeito sensual, e isso faz com que Jacinda corra o máximo que pode da presença de Will.

Não é a primeira vez que caça e caçador se apaixonam… vampiros, lobisomens, anjos, fadas e outra infinidade já protagonizaram amores impossíveis. A sensualidade entre os personagens é simples e ao mesmo tempo um pouco hot mas nada vulgar. Senti raiva um pouco das atitudes de Jacinda que são egoístas muitas vezes, e por suas conversas interiores que são sempre tão repetitivas, mas o Will, Cassian e Tamra fazem a diferença. 

Will é super contido, meigo sensível. Se apaixonou por Jacinda quando ela ainda estava na sua forma Draki, e isso que dizer que ela estava brilhante, com escamas e soltando fumaça pelas ventas. Isso demonstra que ele não se importa com sua aparência, e que mulher não fica fascinada por um homem assim? outro que adorei foi o Cassian, o dragão mais forte do clã e príncipe deste, pouco teve a participação de Cassian, mas dá para perceber que ele não é machão ou insensível como se faz parecer por Jacinda. Tamra apesar de ter sido inferiorizada pelo clã por ter um draki morto, é pé no chão, engraçada e autoconfiante, acredito que para os próximos livros ela tenha o que tanto deseja, seu draki.. e digo os dois.. Cassian e seu draki interior vivo.

Bom.. a história não é ruim.. pelo contrário… estou louca para lê a continuação dela…espero que Cassian e Tamra apareçam mais vezes e que a Jacinda amadureça um pouco com o que enfrentou, quero vê o Will enfrentar sua família e todo o clã de Jacinda para enfim eles ficarem juntos.

Espero que tenha gostado dessa impressão/resenha que fiz rs… e vamos que vamos par ao próximo livro que em breve vai está aqui para todas. bjokas

Trilogia Os Irmãos McCabe -Maya Banks

27 Mai

Para quem já leu os romances de Maya Banks sabe que não vou falar da boca para fora. Eles são sensuais, persongens decididamente fortes e honrados até que o desejo os consuma é claro rsrsrs… e carismáticos nós deixando apaixonadas por um longo tempo.

Mas vou falar de uma série em especial que li já faz algum tempo, mas que não é muito tarde para falar dela.

A sedutora trilogia dos Irmãos McCabe de Maya nós conta a história dos três irmãos inesquecíveis que irão arriscar tudo para salvar seu clã e seu legado incluíndo seus corações e se entregar ao amor.

Na Cama com um Highlander (In Bed with a Highlander)

“Ewan McCabe, o mais velho, é um guerreiro determinado a derrotar seu inimigo. Agora, com o tempo maduro para a batalha, seus homens estão prontos e Ewan está preparado para ter de volta o que é seu, até que um par de olhos azuis e uma sedutora de cabelos negros é imposta a ele. Mairin pode ser a salvação do clã Ewan, mas para um homem que sonha só com vingança, os assuntos do coração são um território estranho para conquistar.

Embora seja filha ilegítima do rei, Mairin possui propriedade valorizada que fez dela uma mulher cautelosa no amor. Seus piores temores se realizam, quando ela é salva do perigo, só para ser forçada a casar pelo seu salvador carismático, Ewan McCabe. Mas sua atração por seu marido surge nova e poderosa e ela encontra seu desejo, seu toque surpreendentemente terno e seu corpo ganha vida sob o seu domínio sensual. E como a guerra se aproxima a força de Mairin, o espírito, paixão e desafio irão ajudar Ewan a conquistar seus demônios e aceitar um amor que significa mais do que vingança e terra.”

 

Adorei o primeiro livro, achei a Mairin uma mulher forte e decidida, mesmo depois de passar por tudo que passou. Ewan também foi um mocinho no começo sombrio e forte em tudo, mas como Laird de um clã não era de se esperar que ele tivesse outra escolha. O filho de Ewan é um amorzinho e a forma como ele protejeu Mairin contra o pai até o fim foi meigo.

Dá para perceber logo no começo que mesmo Mairin estando vestida com as cores do clã que Ewan mais odeia no mundo que o magnetismo entre os dois é evidente. E se ela achou que simplesmente fosse entrar no clã McCabe e sair ilesa era possível, mal sabia ela o que a esperava.

“Ewan não olhou para ela. Não, ele virou o rosto para o céu como se rezasse tanto para a paciência ou a libertação. Talvez os dois.
“Um cavalo. Alimentar. “
Ele disse aquelas palavras, ainda olhando para o céu. Então, ele abaixou a cabeça lentamente até que aqueles olhos verdes queimaram o fôlego de dentro dela.
” Você não vai a lugar nenhum, moça.”

Seduzida pelo Highland (Seduction of Highland Lass)


“Ferozmente leal ao seu irmão mais velho, Alaric McCabe leva seu clã na luta por seu direito de primogenitura. Agora, ele está preparado para casar e para o dever, também . Mas em seu caminho para reivindicar a mão de Rionna McDonald, filha de um chefe vizinho, ele é emboscado e deixado para morrer. Milagrosamente, sua vida é salva pelo toque suave de um anjo das Highland, uma beleza corajoso que vai colocar a sua fidelidade ao seu clã, sua honra, e seus desejos mais profundos, para o teste.

Um pária do próprio clã, Keeley McDonald foi traída por aqueles que ela amava e confiava.Quando o guerreiro ferido cai de seu cavalo, ela é atraída para o seu corpo forte e magro. O brilho perverso em seus olhos verdes acende uma paixão que vai segui-los, onde o seu amor proibido atrai mais profundamente os prazeres da carne. Mas, como conspiração e círculo mais próximo perigo, Alaric deve fazer uma escolha impossível. Será que ele vai trair seus laços de sangue para a mulher que ama?”

 

 

Neste livro, conhecemos Alaric, o mais amoroso dos irmãos. Apaixonei-me pela história à primeira vista. Mas, conforme a narrativa se desenrolava, fui amando, sofrendo, torcendo… Pois essa é uma história de amor, de superação, de entrega.  Alaric está disposto a ir até o fim com o compromisso que assumiu, mesmo perdendo a mulher que ama.  Keeley está disposta a viver seu amor, mesmo sabendo que será breve e fugaz.

Houve momentos em que fiquei com raiva de Keeley, cheia de autopiedade. Porém, no final não há como deixar de se solidarizar com sua dor e sofrimento.

 

“Como se quisesse responder à pergunta dela, ele abriu suas pálpebras. Seu olhar estava desfocado, mas ela ficou hipnotizada pelas órbitas verdes rodeadas por cílios escuros que só aumentavam sua graciosidade.

Graciosidade. Com certeza ela precisava encontrar um termo melhor. Ele se sentiria mortalmente ofendido por uma mulher referindo-se a ele como gracioso. Atraente. Sim. Mas atraente ainda era pouco para descrever o guerreiro.

— Anjo – ele resmungou – Eu cheguei ao céu, não é? “É a única explicação para uma beleza como esta.”

 

O melhor final de livro que já vi…. Foi completo e com certeza a autora não deixou aquela sensação de que ficou faltando algo. Chorei muito achando que tudo ia ser perdido, mas no fim deu tudo certo. E os trechos hot são tudo, muito bem descritos, para viajar mesmoo!!!! Adorei!!!

Apaixonada pelo Highland (Never Love a Highlander)



“Caelen McCabe, jovem imprudente quase destruiu o seu clã. Agora coloca a lealdade da família acima de tudo, ele avança para se casar com a noiva abandonada de seu irmão e salvar a desconfortável aliança entre dois clãs. Enquanto a bela Rionna McDonald é uma mulher apta para qualquer homem, Caelen não confia em mulher,especialmente, não esta sedutora doce que o atormenta com saudade de um amor quente e branco.

Como o cordeiro sendo sacrificado no jogo do poder de seu pai, Rionna vai fazer seu dever, mas irá  proteger seu coração e orgulho da humilhação de outro homem. Apesar de tudo, o calor em contato de Caelen, suas defesas se derrete e ela deseja os prazeres sensuais de um marido que guarda suas emoções tão ferozmente como seu clã. Mas quando a batalha final para o legado McCabe está sobre eles, o espírito do verdadeiro guerreiro emRionna emerge. Ela corre o risco da irá de seu pai, a fúria de seus inimigos, e sua vida para provar a Caelen que o amor de sua esposa é precioso demais para perder.”


Neste último livro da trilogia dos irmãos McCabe, conhecemos o mais jovem Caelen McCabe. Apesar de parecer rude e de não se importar com nada e dá a impressão de que ele estará cumprindo com a lealdade junta a seus irmãos, ele é sensual, sensível e cuidadoso. Ele é um pouco traumatizado com mulheres o coitado, pois foi traido quando jovem e isso ocasionaou a morte de seu pai e a quase destruição de seu clã, por isso fica um pouco dificil no começo ele demostrar seus sentimentos por Rionna. Ela por sua vez é super corajosa e não tem medo de homem nenhum. Foi criada lutando junto aos homens de seu pai e é a mulher mais indicada para atrair a atenção e o amor de Caelen.

“Hesitante, ela apertou os lábios contra os dele. Foi apenas um toque, mas assemelhou-se a um raio. Quente. Seus dedos vibraram como se tivessem sido mergulhados em fogo.

Precisou de todo o seu controle para não rolar na cama com ela e sufocá-la com beijos. Sua paciência e o fato de não querer assustá-la consumando o casamento naquela noite tinha sido uma de suas decisões mais estúpidas.

Ela agiu imediatamente, os olhos arregalados, um tom rosado subindo por seu rosto suave. Então, Rionna deslizou uma mão por seu peito e ombro, olhando desconfiada para Caelen o tempo todo, como se esperasse que ele fosse mordê-la por se atrever a tocá-lo. Jesus, mas se estava a ponto de implorar que ela fizesse exatamente aquilo.”

A trilogia é perfeita… E para que gosta de um romance medieval, com lutas, honra, lealdade e amor você irá amar essa série e está super recomendada; D

A Verdade sobre Lorde Stoneville – Sabrina Jeffries

27 Mai

Mais uma vez venho apresentar um romance histórico adorável.

“Oliver Sharpe, marquês de Stoneville, é há anos sendo o libertino mais célebre de Londres. Farta de seu comportamento, sua avó ameaça deserdá-lo se não domar sua selvagem conduta e se casar no prazo de um ano. Indignado, Oliver decide contratar uma mulher de um bordel para que se faça passar por sua prometida a fim de demonstrar que não podem forçá-lo a casar-se.

 Quando conhece Maria Butterfield, uma formosa americana que está procurando seu prometido nos lugares mais insólitos sabe que é perfeita para seu plano. Mas não passa muito tempo antes que Oliver se sinta disposto a arriscar tudo para fazer de Maria sua… “Inclusive seu coração e o sombrio segredo que esconde.”

Ao primeiro momento, vemos Oliver como um homem sarcastico e sem honra, mas à medida que o livro vai se desenvolvendo conhecemos o homem que se esconde atrás dessa couração para não mostrar a ninguém sua verdadeira personalidade, uma cara gentil, sensível e amoroso. Maria Butterfield é a mocinha da história, e como não poderia deixar de ser, ela é inocente, teimosa e destemida. Adoro o fato de ela enfrentar sempre de bom humor lorde Stoneville, que a proposito é tudo de bom… Moreno, alto e sensual.

Oliver propoe ajudar Maria caso ela aceite se passar por sua prometida durante duas semanas para enganar sua ávo que pretende casa-ló a fim de não deserda-lós, já Maria chegou dos Estados Unidos para procurar seu prometido desaparecido em Londres.

O casal é adoravel juntos e suas discursões são sempre “toma-lá, dá cá´” Olive vai aos poucos demostrando sua gentileza e Maria vai sendo seduzida sem querer pelo notório libertino.

O primo de Maria, Freddy é outro personagem engraçadissimo já que ele é atrapalhado ao ponto de fazer e dizer tudo errado. A ávo Plumtree também é uma figura, e apesar de se mostrar impiedosa é todo o cuidado com o futuro dos netos, e realmente se importa com eles.

Os irmãos de Oliver também são super engraçados e a gente ri de verdade quando eles tentam fazer Oliver sentir ciúmes de Maria.


A primeira noite de amor deles também foi super original, é a primeira vez que vejo um cara contar piada no ato de amor!!!! Adorei a sensibilidade… Super cuidadoso com ela.

Resumindo, a história é deliciosa e super bacana, os traumas de Oliver vão sendo curado pelo amor de Maria e aos poucos ele vai compreendendo que o sentimento que sente é o verdadeiro amor que ele tanto debochava e desacreditava que existia.

Espero que todos tenham gostado ;DDD bjokas e até a próxima!

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.